Saltar para o conteúdo principal

PPEC 2017-2018

A Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo candidatou-se, em abril de 2016, a ser promotora de projetos para a melhoria da Eficiência Energética nos seus Municípios associados, no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica 2017-2018, financiado pela ERSE. Em dezembro de 2016, por Despacho do Secretário de Estado da Energia foram aprovadas as candidaturas ‘Lezíria Escola Eficiente’, ‘O Eficiente’ e ‘Iluminação LED em Edifícios Públicos’, que se encontram em execução.

 

ANUNCIO PPEC

 

_______________________________________________________________________________________________________

Candidatura PPEC 2017-2018 – “CIMLT_I02 – O Eficiente”

‘O Eficiente’ é uma medida intangível, financiada a 100% por subsídios não reembolsáveis, pelo PPEC 2017-18, gerido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), com o valor global de 64.020,00 €. A medida tem como beneficiários os 11 Municípios integrantes da CIMLT e visa a alteração de comportamentos e a implementação de um conjunto de ações, que contribuam para um consumo elétrico eficiente, apoiado num sistema de monitorização e gestão de consumos, em 22 edifícios públicos, 2 por Município (tipologias de Piscinas, Paços de Concelho, Bibliotecas e Serviços), com o critério de serem os maiores consumidores de energia elétrica, para obter um impacto mais relevante. 

Este projeto apresentou-se como um concurso, com a atribuição do título ‘O Eficiente’ ao edifício que mais poupou.

 

Premio O Eficiente

 

Os sistemas de gestão de consumo foram instalados em setembro de 2017 e foi feita uma formação sobre a plataforma KISENSE, no início de outubro, para os técnicos municipais. No mês de novembro foram feitas visitas a alguns edifícios para sensibilização para boas práticas para a poupança de consumos de energia elétrica pelos utilizadores dos espaços.

 

 

ECONOMIAS ALCANÇADAS

 2018vs2019

 

Na imagem apresentam-se os consumos para os 22 edifícios dos 11 Municípios associados da CIMLT. A vermelho mais escuro estão os consumos do ano 2018 e no tom mais claro os consumos referentes ao ano 2019. Como se pode verificar, em todos os meses se apresenta uma redução no consumo de energia elétrica.

_______________________________________________________________________________________________________

Candidatura PPEC 2017-2018 – “CIMLT_TC02 – Iluminação LED em Edifícios Públicos”

‘Iluminação LED em Edifícios Públicos’ é uma medida tangível, financiada a 80% por subsídios não reembolsáveis, pelo PPEC 2017-18, gerido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), com o valor global de 122.646,49€. A medida tem como beneficiários os Municípios de Azambuja, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã e Santarém e visa a substituição de lâmpadas de tecnologia pouco eficiente por lâmpadas LED em 32 edifícios públicos, de elevados consumos, tais como: Escolas, Piscinas, Bibliotecas, Paços de Concelho, Pavilhões Desportivos, entre outros. Além da promoção da eficiência energética obter-se-á a redução anual de custos com a energia e de emissões de CO2, estimando-se uma poupança na ordem de 50% face à tecnologia existente, mantendo os níveis de iluminância requeridos para os espaços intervencionados.

As lâmpadas e luminárias LED adquiridas no âmbito do Concurso Público, foram instaladas nos respetivos edifícios municipais, durante o último trimestre de 2019. 

 

Pavilhão Gimnodesportivo de Santarém

Capturar 

Capturar2

Capturar3

 

Pavilhão Gimnodesportivo de Benavente

Benavente

 

Após finalização das instalações procedeu-se à conclusão do Plano de Medição e Verificação, que permitiu averiguar as metas alcançadas em poupança energética.

Por terem sido alterados os edifícios alvo das medidas de melhoria da eficiência energética, o valor global da medida ficou em 83.425,00 €, resultando na não necessidade de utilização de toda a comparticipação PPEC aprovada. 

 
ECONOMIAS ALCANÇADAS
Foram retiradas 2.879 luminárias com uma potência total de 4.964W e colocadas 2.681 luminárias LED com uma potência total de 2.381 W. Esta diminuição de 2.583 W de capacidade instalada representa uma redução de 52% face à situação inicial.
 
CONCLUSÃO DE POUPANÇA
• 63% dos edifícios escolas alcançaram uma poupança na fatura anual de energia elétrica
• Consumo energético calculado para a iluminação nos 32 edifícios, em 2018 – 482.500 kWh
• Consumo energético calculado para a iluminação nos 32 edifícios, em 2020 – 297.000 kWh
• Redução anual de consumo de energia elétrica – 185.500 kWh (≈74.000 €)
• Menos 86.950 kgCO2 emitidos e menos 40 toneladas equivalentes de petróleo consumidas 

_______________________________________________________________________________________________________

Candidatura PPEC 2017-2018 – “CIMLT_I01 – Lezíria Escola Eficiente”

"Lezíria Escola Eficiente" é uma medida intangível PPEC, financiada a 100% por subsídio não reembolsável, com o valor global de 142.975,00 €. A medida teve como beneficiários os 11 Municípios integrantes da CIMLT e visou a implementação de um programa de educação para a eficiência energética, que incluiu a participação de 24 escolas do Ensino básico (2 por Município, 4 em Santarém) com a utilização de um software didático - beWatt - apoiado por um professor dedicado ao tema e a instalação de um sistema de monitorização de energia energética nas escolas com contadores de energia e sensores de conforto.

 

 

RESULTADOS DO PROJETO

 

OBJETIVOS CUMPRIDOS

• Sensibilizar para a eficiência energética e promover a alteração de comportamentos 

• Alcançar reduções de consumo de energia elétrica nas escolas participantes

 

ESCALA DO PROJETO

• 23 Escolas da Lezíria do Tejo - cerca de 2 escolas por Município, 11 Municípios (ver lista abaixo)

• 100 Professores envolvidos nas atividades

• 1850 Alunos e suas famílias

 

CONTRATAÇÕES / INSTALAÇÕES

• Aquisição de software didático – BeWatt (2017 a 2019) 

• “Professora” para dinamizar o projeto nas escolas participantes (2017 a 2018)

• Sistema de monitorização de energia instalado nas escolas participantes - Kisense (2017 - sempre)

• Plano de Medição e Verificação (2017 a 2018).

 

DESAFIOS DIDÁTICOS 

1º Período

• 1º/2º ano – Mapa caça ao tesouro 

• 3º/4º ano – Quiz da energia 

2.º Período

• 1º/2º ano – A viagem do tomate – da semente à polpa 

• 3º/4º ano – “A minha energia” 

3.º Período

• 1º/2º ano – Jogo da poupança 

• 3º/4º ano – Pegada energética 

                

CLASSIFICAÇÃO FINAL DAS ESCOLAS

  

CONCLUSÃO DE POUPANÇA

• 65% das escolas alcançaram uma poupança na fatura anual de energia elétrica

• Consumo energético nas 23 escolas em 2016/2017 – 1.183.823 kWh

• Consumo energético nas 23 escolas em 2017/2018 – 1.148.540 kWh

• Redução anual de consumo de energia elétrica – 35.283 kWh (≈21.000 €)

 

PRÉMIOS 

• Para os 1850 alunos + 100 professores - Mini-puzzle

• Para as 23 escolas - Jogo Fábrica de Invenções e Livro Ecologia - As Energias Renováveis

• Para as turmas vencedoras - Dia de Aventura no MyCamp (Cartaxo), Programa Aventura e Extreme – 74 Alunos

Mini-Puzzle

Dia de Aventura no MyCamp

 

Leitor de energia elétrica instalado no quadro elétrico

Software Didático BeWATT

 

 

 

 

 

  Software Profissional Kisense

 

SISTEMA DE MONITORIZAÇÃO 

• Consumos elétricos: Monitorização de dois circuitos elétricos, geral e outro (ar condicionado, cozinha, biblioteca).

• Variáveis de conforto: Temperatura interior e humidade relativa

 

SOFTWARE DIDÁTICO BEWATT

• Mapa com 6 aventuras: Hídrica, Solar, Eólica, Combustíveis Fósseis, Nuclear e Termoelétrica 

• Vídeos educativos, jogos, fórum ecológico e outras atividades lúdicas / didáticas

• Acesso aos consumos de eletricidade, temperatura interior e humidade relativa, permitindo conjugar a informação real dos edifícios escolares participantes com a realidade educativa

 

 

_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 

O PPEC 2017 - 2018 

Encontra-se em implementação a 6.ª edição do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC), que tem como objetivo prioritário apoiar financeiramente iniciativas que promovam a eficiência e redução do consumo de eletricidade nos diferentes segmentos de consumidores.

O PPEC 2017-2018 aprovou 75 medidas que serão implementadas por 33 promotores. Estas medidas foram selecionadas, por intermédio de concurso competitivo, de um universo de 224 medidas apresentadas por 79 promotores. O valor total das medidas propostas a concurso foi de 61,9 milhões de euros.

Os benefícios sociais a alcançar com a implementação das medidas aprovadas (cerca de 111 milhões de euros) são muito superiores aos custos (23 milhões de euros). Os efeitos benéficos das medidas permanecerão até 2037, representando cerca de 1 470 GWh de consumo evitado acumulado.

A ERSE 

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos é a entidade responsável pela regulação dos setores do gás natural e da eletricidade.

A ERSE é uma pessoa coletiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e financeira e de património próprio, regendo-se pelos seus Estatutos. A ERSE é independente no exercício das suas funções, no quadro da lei, sem prejuízo dos princípios orientadores da política energética fixados pelo Governo.

No exercício da sua atividade tem por missão proteger adequadamente os interesses dos consumidores, em particular os consumidores economicamente vulneráveis em relação a preços, qualidade de serviço, acesso à informação e segurança de abastecimento, promover a concorrência entre os agentes intervenientes nos mercados, nomeadamente no âmbito do mercado interno da energia, garantindo às empresas dos setores regulados exercidos em regime de serviço público, o equilíbrio económico-financeiro no âmbito de uma gestão adequada e eficiente, contribuir para a progressiva melhoria das condições económicas e ambientais e ainda arbitrar e resolver litígios, fomentando a resolução extrajudicial de litígios.

 

voltar ao topo